Toyota Mirai: 1º carro movido a hidrogênio

Novo Toyota Mirai - Carro Movido a Hidrogênio

A Toyota sai na frente de novo com o primeiro carro movido a hidrogênio.

Ah, os japoneses, sempre eles na busca e no uso de soluções sustentáveis e de futuro para os automóveis! A Toyota sai na frente e lança o Mirai no mercado japonês, o primeiro veículo híbrido movido a hidrogênio produzido em larga escala. As vendas começam a partir de 15 de dezembro com expectativa de negociar cerca de 400 unidades até o fim deste ano. O carro híbrido Mirai marca o início de uma nova era, trazendo um carro com zero emissão de gases poluentes na atmosfera como o CO2, liberando apenas água ou vapor d’água. O veículo utiliza hidrogênio como combustível para gerar energia elétrica ao motor. A novidade da Toyota traz design moderno, performance de um carro movido a gasolina, tecnologia embarcada de última geração, alto nível de segurança e ainda pode servir como gerador em causa de falta ou corte de energia.

Funcionamento

O Mirai possui um motor elétrico, uma bateria, dois tanques de hidrogênio de alta pressão, com capacidade máxima de 70 Mpa, um conversor elevador de tensão, uma central de comando e a célula combustível a hidrogênio – uma estação localizada no centro do assoalho do veículo. É dentro desta estação onde ocorre a reação química para colocar o Mirai em movimento.

O veículo capta o oxigênio da atmosfera através de sua entrada de ar frontal e o leva até esta estação, para onde o hidrogênio contido nos dois tanques também é direcionado. Dentro dela, a célula combustível divide o hidrogênio em duas moléculas, gerando uma carga elétrica. Ao mesmo tempo, o oxigênio se une às células de hidrogênio, formando água. A energia elétrica é direcionada ao conversor, que alimenta o motor do Mirai, e a água é expelida pela válvula de escape. O motor também é alimentado diretamente pela bateria, recarregada por energia cinética gerada pela desaceleração e frenagem do automóvel. O carro possui dois tanques de hidrogênio com autonomia para rodar 650 km sem necessidade de reabastecimento.

Design

Novo Toyota Mirai - Carro Movido a Hidrogênio

O design do Toyota Mirai é bem resolvido e harmônico.

Uma nova técnica foi empregada no design frontal para enfatizar os gradeados à esquerda e à direita que forçam para dentro o ar para a obtenção de oxigênio e para a refrigeração do sistema de células combustíveis.

O perfil da lateral evoca a forma fluida de uma gota d’água para expressar a característica do veículo de aspirar o ar e devolver água. Os trilhos laterais do teto e o capô parecem saltar do corpo do veículo, para criar a impressão de um carro rebaixado e ao mesmo tempo comunicar uma sensação futurista. A traseira do veículo tem formato trapezoidal e se estende da guarnição da placa até a parte inferior dos cantos do parachoque e segue em direção às rodas.

Os faróis transmitem sofisticado luxo e alta tecnologia com seu novíssimo design, com um perfil ultrafino composto por quatro lâmpadas de LED arranjadas em linha, além de dissipadores visíveis e outros equipamentos ópticos. Os indicadores de direção e as luzes de posição frontais estão separados dos faróis, contribuindo para o perfil ultrafino dos mesmos e parecem fundir-se com os gradeados laterais. Isto cria um design despojado e avançado, com uma aerodinâmica que melhora o fluxo de ar. O Mirai vem com rodas de alumínio de 17 polegadas e está disponível em seis cores.

Novo Toyota Mirai - Carro Movido a Hidrogênio

Interior com design clean, moderno e tecnológico.

Tecnologia

O Mirai possui um pacote de conectividade, o T-Connect Data Communication Module (DCM), para monitorar os níveis de abastecimento e a rede de postos de hidrogênio:

  • Um aplicativo específico utiliza a tela do sistema de navegação para mostrar informações e estado operacional corrente das três estações de abastecimento de hidrogênio mais próximas, com base na localização do veículo.
  • O “Pocket Mirai”, um aplicativo exclusivo para smartphones, mostra informações e estado operacional corrente das estações de abastecimento de hidrogênio em todo o país, o volume remanescente de hidrogênio no veículo, a distância que pode ser coberta e o tempo estimado de fornecimento de energia externa. Ele inclui também uma função registradora de reabastecimento de hidrogênio.
  • O serviço de monitoramento remoto do sistema de células combustíveis mostra uma notificação de advertência na tela do sistema de navegação, caso seja detectada alguma anormalidade no sistema, e inclui também um sistema de suporte de diagnóstico remoto do veículo a partir de um terminal na concessionária.
  • A tecnologia está presente também no alto nível de segurança do veículo, a fim de não permitir o vazamento do hidrogênio e, na improvável possibilidade desta ocorrência, o sistema detecta e contem o fluxo de hidrogênio, evitando o seu acúmulo no interior do veículo.

Hidrogênio

O hidrogênio pode ser gerado através de uma ampla gama de recursos naturais e de subprodutos de atividades humanas, tais como resíduos de esgoto e lixo industrial. Ele também pode ser obtido a partir da água com o uso de fontes naturais de energia renovável, tais como solar e eólica. Quando comprimido, o hidrogênio tem densidade energética mais alta do que as baterias, sendo relativamente fácil de armazenar e transportar e, portanto, uma potencial fonte de geração de energia. A tecnologia da célula combustível poderá ajudar a transformar em realidade uma sociedade com base no hidrogênio, contribuindo, portanto, para acelerar a diversificação das fontes de energia limpa.

Fonte | Fotos: Toyota/divulgação

PG

Author: PG

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *